• warning: include(../orelha/yp.php): failed to open stream: No such file or directory in /var/www/data/drupal-6-lts/includes/common.inc(1773) : eval()'d code on line 4.
  • warning: include(): Failed opening '../orelha/yp.php' for inclusion (include_path='.:/usr/share/php') in /var/www/data/drupal-6-lts/includes/common.inc(1773) : eval()'d code on line 4.

Lacraram a Rádio Comunitária do Conjunto João Paulo II (Jeremoabo/Ba)

Tags:

A Rádio Comunitária do Conjunto João Paulo II saiu do ar por ser considerada clandestina, cujo seu maior pecado era servir à população humilde, ou seja, os sem vozes.

Aqui em Jeremoabo/Ba, o cidadão só tem duas alternativas: ser submisso ou então arcar com as conseqüências que irá enfrentar.

O atraso grassa constantemente, principalmente durante esses oito anos de pesadelos comandados pelo corrupTista.

Conhecedor dos resquícios ainda restantes do tempo do coronelismo, resolvi enfrentar a oligarquia ultrapassada, tendo para isso criado o site “jeremoabohoje”; onde na primeira investida o corrupTista tentou proibir que se denunciasse a corrupção aqui implantada no seu desgoverno, querendo a todo custo impor a “lei da mordaça”.

Posteriormente, vários jovens abnegados, oriundos quase todos de um bairro humilde, formado na sua maioria de gente da zona rural que se desfizeram de seus bens materiais em busca de dias melhores na cidade, (principalmente em busca de emprego, educação e saúde para seus filhos), - só que vieram enganados e permanecem desenganados -, implantaram uma singela “Radio Comunitária”, que apesar de permanecer engatinhando, já prestava grandes serviços à comunidade . Porém, para os donos do poder, a mesma já nascia condenada a extinção, por ser portadora de um grande “defeito”: ser independente e ao mesmo tempo apartidária, não servir à elite arcaica e fracassada; seu único objetivo era o bem estar e a informação ao povo do Conjunto João Paulo II e adjacências, tornando-se de grande utilidade pública e sem fins lucrativos.

Como dizem que alegria de pobre dura pouco, talvez por inexperiência, quando estavam bem tranqüilos, tentando regularizar a situação perante os órgãos competentes, receberam a inesperada visita da ANATEL, com o respectivo lacre. A partir desta data, a Rádio Comunitária do Conjunto João Paulo II, saiu do ar por ser considerada clandestina, cujo seu maior pecado era servir à população humilde, ou seja, os sem vozes.

Por não aceitar a interferência de quem não tinha respaldo moral para interferir, foi dedurada, e o povo prejudicado.

Infelizmente atitudes dessa natureza fazem parte do nosso dia-a-dia; atrás do progresso e da melhoria da população, quase ninguém corre atrás, no entanto para prejudicar os menos favorecidos e dar continuidade a inoperância aqui implantada são experts.

Este site, visando a moralização da coisa pública e tentando incentivar o progresso para nossa tão humilhada Jeremoabo, principalmente nestes oito anos de desgoverno, quase que diariamente vem denunciando as maracutaias aqui existentes, sendo um dos tópicos a precária educação, cujo único ponto de referência, que se espera não seja deturpado (se adaptando a prática mesquinha aqui existente) no caso o Colégio Agrícola, recém inaugurado graças à coragem de alguns vereadores junto com a população, que corajosamente não permitiram que fosse doada graciosamente para uma empresa particular.

Mas já que estamos falando em educação, acabo de receber um folheto do Processo Seletivo 2004-2 da FACULDADE AGES, da vizinha cidade de Paripiranga – Bahia.

Que vergonha para Jeremoabo não possuir uma única faculdade que beneficie todos os estudantes, oferecendo várias opções, principalmente aos mais carentes de recursos financeiros. Todavia, nesse “governo da modernidade e participação”, nada é de se estranhar, desde quando escolas ficam sem aulas por falta de pagamento de energia, colégio passa mais de um semestre sem aula por falta de professores ou mesmo regularização de documentos, no caso mais específico o Colégio José Lourenço, sem contar com fatos como o “feriado do álcool”.

Ainda a respeito do folheto da Faculdade AGES, observamos que os estudantes daquela localidade e regiões circunvizinhas contam com várias opções para seguir carreira, no caso: LETRAS – CIÊNCIAS CONTÁBEIS - NORMAL SUPERIOR E ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS”.

Infelizmente a “modernidade e participação” aqui existente é ultrapassada, superada e condenável; o povo precisa é de emprego, educação e cultura. Ainda bem que esta fase negra começa a chegar ao final.

Encerro transcrevendo uma frase inserida ainda no folheto: “ESTA MARCA TRANSFERE VALORES PARA A VIDA E PARA A PROFISSÃO”, onde acrescento: “só valoriza a cultura, quem sabe o que é cultura”.

Vem aí os problemas do 4º ano de magistério do Colégio Municipal São João Batista. Ao que tudo indica, poderá herdar o lacre da Rádio Comunitária.

Por: J. Montalvão
http://www.jeremoabohoje.com.br/noticias/julmonoticias.asp?noticia=julnoticia16.asp

Comments

Solidariedade

Companheiros de Jeremoabo, vocês não podem desistir, pelo contrario devem mobilizar a comunidade e unir forças para adquirir novos equipamentos, e quando esses caras da ANATEL chegar mobilizem os ouvintes para precionar e não permitirem o assalto de equipamentos. Somente insistindo é que consiguiremos democratizar definitivamente a comunicação.
Conceição - Z