Tags:

O Coletivo da Rádio Grimpa convida à todos para a 1ª Oficina de Introdução ao Software Livre e a Segurança na Internet.Traga seu notebook para instalação do sistema operacional Ubuntu, ou traga um pendrive ou CD virgem para criarmos um boot.

Para mais informações: http://www.radiogrimpa.libertar.org/?p=102

Hoje, após uma noite de re-ocupação do estúdio da Rádio Muda, tomado covardemente pelas forças repressoras, continuamos com a programação de RE-ocupação!

25/02/2014 CINCO HORAS **DEBATE**

Com a presença de Fernando, da Fábrica ocupada Flaskô e Lila da Rádio Juventude + mudeiros.

Apareçam para reocupar a rádio conosco!

Vídeo da re-ocupação: https://vimeo.com/home/myvideos

PROGRAMAÇÃO E OCUPAÇÃO CONSTANTE DA RÁDIO MUDA E CENTROS ACADEMICOS.

Na manhã de 24 de fevereiro de 2014 o coletivo da Rádio Muda foi atendido pelo chefe de gabinete da reitoria, Paulo Cesar Montagner, na ausência do reitor Tadeu Jorge, que está de férias.

Segundo a reitoria, o Ministério Público Federal foi o responsável pela invasão e confisco de todo o material presente no estúdio (equipamentos de transmissão, móveis, parede divisória, quadros, tomadas, entre outros). Apesar dessa afirmação, guardas da universidade foram vistos participando da retirada do material do estúdio. Ainda, segundo Montagner (conhecido como “Cesinha”, da Faculdade de Educação Física), a situação da Rádio Muda se tornou “insustentável” para a Unicamp, justificando dessa forma a tomada do espaço.

Após uma série de cobranças internas e externas, por sorte elas existiram, a Rádio Várzea Livre vem por meio desse comunicado se posicionar publicamente sobre um caso machismo ocorrido no ano de 2010 entre um casal de ex-membros do coletivo, conhecido como “caso Xavier”. Tal evento foi amplamente divulgado no campo da esquerda e reverbera até os dias de hoje.

Não nos cabe reconstituir os fatos. Apenas difundir uma autocrítica e algumas reflexões. Tendo em vista que um coletivo autogerido se constrói em movimento, ou seja, a partir de uma relação dialética entre reflexão e prática, não podendo ter medo de criticar a si mesmo e, sobretudo, receber criticas, julgamos necessário fazer a autocrítica dos erros da Rádio em alguns aspectos – não interessa se involuntariamente ou não – pelo fato de sermos um coletivo social, que ocupa um espaço público.

Tags:

Documentário da Rádio Interferência FM, 91,5 MHz, Rio de Janeiro.

Nasceu no dia 7/12 a Rádio Livre Na Tora em Santo Antônio do Iça (AM)

Entre os dias 5 e 7 de dezembro aconteceu o curso de extensão Cultura, Comunicação e Resistência na Escola Santo Antônio, de Santo Antônio do Iça (AM). O curso abordou as teorias dos estudantes e de autores como Edward Said e Frantz Fanon sobre a cultura e o colonialismo, para debater com mais riqueza experiências antigas e atuais de movimentos sociais e ativismo midiático. Houve também uma oficina de rádio livre, com a instalação da rádio que logo foi batizada de Na Tora. Na gíria local este nome significa "de improviso", mas pode também ser entendido como "à força", entre outros sentidos que variam conforme o contexto e a região do estado do Amazonas.

Tags:

Aproveitando a semana do ESC II (PUC-RJ) e o debate sobre rádio digital, as rádios livres do Rio de Janeiro - Rádio Interferência e Rádio Pulga, em parceria com o Copyfight, convidam para o encontro.

Segue a programação para livre construção coletiva.

Wiki do Encontro

Moção de apoio do CONSUNI da UFRJ às rádios Pulga e Interferência

"UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO

CONSELHO UNIVERSITÁRIO

SESSÃO DE 24 DE OUTUBRO DE 2013

MOÇÃO DE APOIO

O Conselho Universitário da Universidade Federal do Rio de Janeiro, reunido em 24 de outubro de 2013, vem expressar apoio irrestrito à reabertura e ao funcionamento das Rádios Livres Interferência (localizada na Praia Vermelha) e Pulga (localizada no IFCS), assim como a todas as atividades promovidas por esses dois coletivos de Rádios Livres.

As Rádios Livres são autogestionadas horizontalmente (de forma independente, autônoma, não-hierárquica e não-representativa), abertas à participação e sem fins comerciais, político-partidários ou religiosos. A única proibição diz respeito ao proselitismo de qualquer natureza para se poder manter o caráter democrático e autônomo.

Carlos Antonio Levi da Conceição
Reitor"

Fonte: http://www.consuni.ufrj.br/images/Mocoes/Moção_de_Apoio_-_Rádios_Livres_Interferência_e_Pulga.pdf

A criminalização das rádios livres como forma de censura
http://muda.radiolivre.org/node/226

O direito ao grito
http://muda.radiolivre.org/node/227

A Muda não é a-nônima, ela é a-formal
http://muda.radiolivre.org/node/228

Tags:

Ao vivo pela internet! Clique sobre o link na rádio na aba de transmissões à esquerda ou ouca num navegador compativel com html5 (firefox por exemplo) aqui:

Syndicate content