Muitas faixas de broadcast, pouco uso na maioria delas...

As faixas para broadcast de rádio no Brasil:

A faixa de OM (canalização de 10kHz):
535 - 1605 kHz

As faixas de OT (canalização de 10kHz):

2300 - 2495 kHz (faixa de 120m)
3200 - 3400 kHz (faixa de 3Mhz ou 90m)
4750 - 4995 kHz (faixa de 5Mhz ou 60m)
5005 - 5060 kHz (faixa de 5Mhz ou 60m)

As faixas de OC (canalização de 5kHz):

5950 - 6200 kHz (faixa de 6Mhz ou 49m)
9500 - 9775 kHz (faixa de 10Mhz ou 31m)
11700 - 11975 kHz (faixa de 12Mhz ou 25m)
15100 - 15450 kHz (faixa de 15Mhz ou 19m)
17700 - 17900 kHz (faixa de 18Mhz ou 16m)
21450 - 21750 kHz (faixa de 22Mhz ou 13m)
25670 - 26100 kHz (faixa de 26Mhz ou 11m)

A faixa do FM em VHF (canalização de 200kHz):
87,4 - 108 MHz

Somente as faixas de Ondas Médias e de FM estão bastante ocupadas, e somente em algumas regiões populosas do Brasil...
No sistema de Rádio Digital DRM (Digital Radio Mondiale), os receptores recebem todas essas faixas por padrão, oque abre muitos novos canais para se transmitir rádio, visto que hoje em dia há pouco uso da maioria dessas faixas pois os receptores de rádio comum somente sintonizam as faixas de Ondas Médias e o FM.
Além de que a qualidade do audio das faixas de Ondas Curtas, Ondas Tropicais e Ondas Médias (no analógico, modulação AM, mono) é fortemente melhorada no sistema digital, possibilitando a utilização de todos os novos recursos que o DRM proporciona.